Mostra 2020: ‘Aranha’ e ‘Ana’, as mãos sangrentas das ditaduras

As veias abertas da América Latina continuam a sangrar nas telas. Aranha, do chileno Andrés Wood, lembra as ações do movimento de extrema-direita Pátria y Libertad, que cometeu vários crimes para combater e desestabilizar o governo de Salvador Allende. Ana, Sem Título, de Lúcia Murat, faz um percurso de países em busca de uma artista … Continue lendo Mostra 2020: ‘Aranha’ e ‘Ana’, as mãos sangrentas das ditaduras

Mostra 2020: Mostra 2020: ‘Miss Marx’, a vida trágica da filha de Karl Marx

Terceira filha de Karl Marx, Eleanora foi uma mulher independente, feminista e batalhadora da causa socialista, porém sucumbiu ante um caso de amor infeliz. Quer coisa mais prosaica para uma revolucionária? Pois bem, essa é a história contada em Miss Marx, da italiana Susana Nicchiarelli. E contada de maneira bastante original. Passa pelo olhar feminino … Continue lendo Mostra 2020: Mostra 2020: ‘Miss Marx’, a vida trágica da filha de Karl Marx

Mostra 2020: ‘Mosquito’, a balada do soldado solitário

*********** *********** Quando foi exibido no Festival de Roterdã, Mosquito foi definido de maneira sintética como “um filme de guerra sem guerra sobre um soldado sem exército”. Perfeito. Mosquito é isso mesmo, uma obra de gênero fora da curva, de todas as curvas. No entanto, tem base real em casos contados pelo avô do diretor … Continue lendo Mostra 2020: ‘Mosquito’, a balada do soldado solitário

Mostra 2020: ‘Sibéria’, o cristianismo estrutural de Abel Ferrara

Há na Mostra dois filmes de Abel Ferrara a serem vistos em série: Sibéria e Sportin’ Life. Vendo Sibéria, logo me lembrei de 81/2, de Federico Fellini. Não, Sibéria não é a obra-prima felliniana. Mas, como esta, se debruça sobre vários temas do “romance familiar” (para usar uma ideia de Freud) do diretor. Fellini era … Continue lendo Mostra 2020: ‘Sibéria’, o cristianismo estrutural de Abel Ferrara

Mostra 2020: Em ‘Mães de verdade’, a suavidade de Naomi Kawase

Deve haver uma grande arte de construção e muita sensibilidade para que Mães de Verdade, da japonesa Naomi Kawase, não se converta em um melodrama convencional. O tema é delicado: adoção. E mais delicado ainda se torna quando a mãe biológica decide reivindicar direitos, legítimos ou não, sobre a criança adotada. O filme começa em … Continue lendo Mostra 2020: Em ‘Mães de verdade’, a suavidade de Naomi Kawase

Mostra 2020: ‘Nova Ordem’ e outros filmes

Começa aqui a minha cobertura da 44ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo. E já inicia por um polêmico filme de abertura, Nova Ordem, do mexicano Michel Franco. O filme recebeu o Leão de Prata no Festival de Veneza e tem provocado discussões por onde passa. Inclusive em seu país de origem, onde tem … Continue lendo Mostra 2020: ‘Nova Ordem’ e outros filmes

Morre Paul Leduc, autor de ‘Frida’ e ‘Reed – México Insurgente’

Ofelia Medina em 'Frida - Naturaleza Viva'[/caption] Morreu, aos 78 anos, o cineasta mexicano Paul Leduc, um dos grandes diretores do seu país e de toda a América Latina. Leduc é autor de Frida - Naturaleza Viva, a melhor cinebiografia da trágica pintora mexicana Frida Khalo. A atriz é Ofelia Medina e o filme não … Continue lendo Morre Paul Leduc, autor de ‘Frida’ e ‘Reed – México Insurgente’

Pelé nas telas

Para festejar os 80 anos do Rei do Futebol, o Canal Brasil programou três filmes. Dois são documentários sobre sua carreira - Isto é Pelé (Luiz Carlos Barreto e Eduardo Escorel) e Pelé Eterno (Aníbal Massaini). O outro, Os Trombadinhas, de Anselmo Duarte, é uma ficção estrelada pelo ator Edson Arantes do Nascimento. O primeiro … Continue lendo Pelé nas telas

Épico cosmogônico-político ‘Luz nos Trópicos’ vence o Olhar de Cinema 2020

O épico cosmogônico-político Luz nos Trópicos, de Paula Gaitán, venceu o Olhar de Cinema, nona edição da mostra curitibana, um com ênfase no cinema independente. Pouco tenho a acrescentar ao que já escrevi anteriormente sobre esse filme. Apenas que, ao traçar uma genealogia de nossas grandezas e misérias, através de tempos e lugares diferentes, Luz … Continue lendo Épico cosmogônico-político ‘Luz nos Trópicos’ vence o Olhar de Cinema 2020

Olhar de Cinema 2020: A Metamorfose dos Pássaros e outros filmes

Termina hoje à noite a edição online do Olhar de Cinema, quando serão conhecidos os vencedores. Como não tenho influência alguma sobre o júri, posso dizer que o filme português A Metamorfose dos Pássaros, de Catarina Vasconcelos, é, de longe, o meu favorito entre os concorrentes da mostra competitiva.  Sei bem que a delicadeza é … Continue lendo Olhar de Cinema 2020: A Metamorfose dos Pássaros e outros filmes