‘Roda do Destino’, intimista e inspirado

Ryusuke Hamaguchi é “o” cara. Já havia visto Roda do Destino, na Mostra (segue crítica abaixo) e agora assisti a um filme anterior, Asako I & II (2018). E vem por aí o também maravilhoso Drive My Car. Não conheço Happy Hour, filme de quase seis horas, sobre quatro mulheres, com bastante prestígio entre a … Continue lendo ‘Roda do Destino’, intimista e inspirado