Mostra de Gostoso 2022: Bons filmes na mostra competitiva


São Miguel do Gostoso/RN – A curadoria da Mostra de Gostoso acertou em sua seleção de filmes para o telão da Praia do Maceió. Filmes importantes, tanto em termos de temática quanto de estilo, e com bom diálogo com o público, têm sido apresentados nas sessões noturnas do festival.

Depois da abertura com Marte Um (fora de concurso), tivemos A Filha do Palhaço, de Pedro Diógenes, Noites Alienígenas, de Sérgio de Carvalho, e A Mãe, de Cristiano Burlan. A mostra competitiva de longas se encerra hoje à noite, com a exibição do premiado Paloma, de Marcelo Gomes.

São filmes que já estiveram em outros festivais e foram bem-sucedidos. Trazem o selo de qualidade e aprovação para uma localidade que ainda não conta com sala de cinema fixa, mas atualiza seus habitantes, anualmente, com o que de melhor o cinema brasileiro tem feito no período.

É o caso, por exemplo, do cearense A Filha do Palhaço, sobre um inusual reencontro entre pai e filha, distanciados pela vida. Uma história marcada pela ternura e também pelo respeito a experiências de vida, digamos, não convencionais, sempre perseguidas pelos arautos da moralidade que andaram em alta nos últimos quatro anos no país. O público curtiu e se sensibilizou com o longa cearense.

Também tocou a plateia a história socialmente mais dura do acreano Noites Alienígenas, vencedor do Festival de Gramado. Nele, o diretor Sérgio de Carvalho encena os efeitos do tráfico de drogas na zona fronteiriça entre a cidade e a floresta na região amazônica. Trabalha com atores tarimbados (como Chico Diaz), mas também com jovens iniciantes, decisão de casting que emprestou grande frescor ao filme.

A Mãe traz uma Marcélia Cartaxo em estado de graça com sua personagem em busca de um filho desaparecido e possivelmente morto pela violência policial na periferia paulistana. O filme é a atuação de Marcélia, mas não apenas. Há nele uma sofisticada elaboração cinematográfica que intensifica a experiência do público e o sensibiliza para a injustiça social que marca historicamente o país, e que apenas se intensificou nos últimos anos, como política de Estado.

Com a apresentação de Paloma, hoje à noite, o quadro ficará completo. A premiação, apurada exclusivamente pela votação popular, será conhecida amanhã, junto com a exibição do longa Mato Seco em Chamas, de Adirley Queirós, fora de concurso.

Publicidade

Um comentário em “Mostra de Gostoso 2022: Bons filmes na mostra competitiva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.