Brasília 2022: a força do cinema negro bate na tela do festival

BRASÍLIA - Em sessão dedicada ao cinema negro (que aliás tem protagonismo no festival em seu todo), a terceira noite de competição terminou de forma apoteótica, com a exibição do longa Rumo (DF). Até certo ponto, a catarse do final pode ser atribuída ao fato de Rumo, dirigido por Bruno Victor e Marcus Azevedo, ser … Continue lendo Brasília 2022: a força do cinema negro bate na tela do festival

Brasília 2022: Mato Seco em Chamas, o filme-bomba do festival

BRASÍLIA - Um filme-bomba abriu a 55ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Mato Seco em Chamas (DF), de Adirley Queirós e Joana Pimenta, ganhou a plateia do Cine Brasília com sua força sensorial e também com seu conteúdo político. Nada didático, aliás, mas que joga na tela um Brasil pós-distópico, irrespirável mas … Continue lendo Brasília 2022: Mato Seco em Chamas, o filme-bomba do festival