‘Aranha’, a teia da extrema-direita na América Latina

Aranha, do chileno Andrés Wood, lembra as ações do movimento de extrema-direita Pátria y Libertad, que cometeu vários crimes para combater e desestabilizar o governo de Salvador Allende. Aranha é uma ficção em torno do que aconteceu na realidade - o título se refere ao símbolo de um movimento que se queria anticapitalista de um … Continue lendo ‘Aranha’, a teia da extrema-direita na América Latina

As veias abertas da América Latina

Duas estreias coincidem em geografia, espírito e temática. Tanto o guatemalteco A Chorona quanto o chileno Aranha falam do infindável martírio político da América Latina, exumando vítimas e seus algozes dos anos de chumbo. Aranha, de Andrés Wood (de Machuca), evoca um grupo de extrema-direita, o Pátria y Liberdad, que ajudou a desestabilizar o governo … Continue lendo As veias abertas da América Latina

O Festival de Cinema Russo traz oito filmes em sua segunda edição

Começou hoje a segunda edição do Festival de Cinema Russo no Brasil, trazendo filmes de um país raramente atendido pelo circuito comercial. Este ano são oito longas-metragens de produção recente, em sessões transmitidas pela Supo Mungam Plus, com parceria da Spcine Play pelo link http://www.spcineplay.com.br. Para acessar a plataforma do festival, basta acessar os sites … Continue lendo O Festival de Cinema Russo traz oito filmes em sua segunda edição

Citronela Doc em Ilhabela, no litoral norte de São Paulo

Estou em Ilhabela para o primeiro festival Citronela Doc, de documentários. É presencial, mas também online e grátis, com 20 filmes documentais. O Citronela DOC – Festival de Documentários de Ilhabela acontece de 10 de setembro até domingo, dia 12. Sessões diárias às 15h00, 16h30, 18h00, 19h30, 20h30 e 22h00. Serão apresentados presencialmente (no Esporte … Continue lendo Citronela Doc em Ilhabela, no litoral norte de São Paulo

Adeus a Jean-Paul Belmondo, o rosto durão do cinema francês

Aos 88 anos, faleceu hoje em Paris Jean-Paul Belmondo, ator de Acossado, de Jean-Luc Godard, um dos filmes-símbolo da nouvelle vague francesa. Belmondo interpreta o marginal Michel Poiccard nesse filme-policial atípico. Contracena com Jean Seberg, no papel de uma garota norte-americana que vive a Paris. É uma das mais famosas histórias de amor-bandido do cinema. … Continue lendo Adeus a Jean-Paul Belmondo, o rosto durão do cinema francês

O faroeste metafísico de ‘King Kong en Asunción’

Depois de vencer o Festival de Gramado de 2020 e dar ao seu protagonista Andrade Júnior o prêmio póstumo de melhor ator, King Kong en Asunción, de Camilo Cavalcante, chega aos cinemas. Com mudanças mínimas, eis o que escrevi sobre o filme na cobertura do Festival de Gramado do ano passado: O velho matador de … Continue lendo O faroeste metafísico de ‘King Kong en Asunción’

Adeus a Sérgio Mamberti

Luiz Zanin Oricchio Onde quer que Sérgio Mamberti aparecesse era saudado como o eterno Tio Victor, de Castelo Rá-tim-Bum. Com seu invencível bom-humor, ele não se importava em atender os fãs. Mas as pessoas que tiravam selfies com ele talvez não soubessem da importância de Mamberti para o cinema brasileiro. Quem sempre soube disso foram … Continue lendo Adeus a Sérgio Mamberti